< voltar / back

G>E [grupo maior que eu]

O G>E [lê-se grupo maior que eu] se define como um grupo de pesquisa e propostas estéticas a partir de uma ampla diversidade de campos, trabalhando no cruzamento da filosofia/subjetividade, da arte e da moda.
O produto do G>E é o seu processo e a medida é o impulso criativo que se desdobra em práticas individuais e de grupo para semear novos processos - afirmando a sua própria autonomia. O G>E não faz nenhuma reivindicação à propriedade, operando tanto quanto possível sobre o princípio de uma economia comum e afetiva.
Karlla Girotto começou o G>E em 2013 a partir de um desejo de construir um ambiente de apoio propício a novos modos de encontro e de expressão. Surgiu de uma chamada para um workshop de dois meses e os encontros perduram até o momento. Sua premissa era de que os conceitos nunca são pré-programados. Ao contrário, eles são efeitos experimentais de um processo em curso que emergem no fazer e fundem-se com a experiência manual. O termo “pensar-fazendo” descreve um pouco as atividades, com o objetivo de repensar fundamentalmente “teoria” e “prática” de maneira a superar o antagonismo comum entre as duas.
Não há nenhum processo de tomada de decisão formal. As propostas se reúnem por impulso ou desaparecem, dependendo de sua própria força criativa e da força das circunstâncias – organizados em uma ideia de como fazer e como manter a potência criativa viva e ativa. O G>E não existe como uma entidade à parte do processo de autopropulsão de seus propostas.
O formato do grupo tenta configurar as condições necessárias para suportar tal esforço comum e a convicção de que o que precisamos é tempo, espaço, concentração, generosidade, desobediência, experimentação e alguns cuidados a seguir.
As atividades em curso incluem um grupo de leitura (discussões recentes têm-se centrado em torno do Comitê Invisível, Denise Ferreira da Silva, Peter Pal Pelbart, Suely Rolnik, Eduardo Viveiros de Castro, Deleuze e Guattari, Didi-Hubermann, grupos autônomos que produzem textos, etc); encontros públicos mensais com artistas que discutem os seus trabalhos e processos criativos; e para produção material.

desde 2013
coordenação
Casa do Povo

G> E [a group larger than me]

The G> E [which is read “the group is bigger than me”] is defined as a group of research and aesthetic proposals from a wide range of fields, working at the intersection of philosophy/subjectivity, art and fashion.
The product of G>E is its process and its measure is the creative impulse that unfolds in individual and group practices to sow new processes – asserting its own autonomy. G>E makes no claim of ownership, operating as much as possible on the principle of a supply-side economics.
Karlla Girotto started G>E in 2013 from a desire to build a supportive environment conducive of new ways of gathering and expression. It was born from a call for a two-month workshop and meetings are still taking place. Its premise was that the concepts are not pre-programmed. Rather, they are experimental effects of an ongoing process that emerge in the making and merge with manual experience. The term “think-doing” describes the activities, whose objective is to fundamentally rethink “theory” and “practice” in order to overcome the common antagonism between the two.
There is no process of formal decision-making. The proposals are gathered on impulse or disappear, depending on their own creative force and the force of circumstances, in order to keep the creative power alive and active. G>E does not exist as an entity separated from the self-propulsion process of its proposals.
The group format tries to set up the necessary conditions to support such a joint effort with the conviction that what we need is time, space, concentration, generosity, disobedience, experimentation and some care following that.
Ongoing activities include a long-time reading group (recent discussions have centered around the Invisible Committee, Denise Ferreira da Silva, Peter Pal Pelbart, Suely Rolnik, Eduardo Viveiros de Castro, Deleuze and Guattari); monthly public meetings with artists discussing their work and creative processes; and produce materials.

since 2013
coordinator
Casa do Povo